Quinze Dicas Pra Uma Caminhada Bem Sucedida Até Romaria

💗Como Acrescentar As VISUALIZAÇÕES No YOUTUBE 【Aumentar Views No Youtube】


Na hora de escolher um curso superior, um ponto fundamental é trocar uma ideia com quem imediatamente passou por isso - no caso, uma pessoa que optou pela graduação que você está pensando em prestar. Neste post, entrevistamos a empresária Daniela Sabbag, que cursou Design de Moda na Faculdade Senai Cetiqt, no Rio de Janeiro, e hoje é sócia da marca de roupas Wasabi. Ela conta como foi o teu percurso até aqui e como é o teu dia-a-dia de serviço.


Guia do Estudante (GE): Daniela, você a toda a hora quis entender Moda? http://netcasaevoce99.fitnell.com/14742197/como-fazer-um-pipeline-de-vendas-maravilhoso minha primeira faculdade foi Justo, que cursei pela Faculdade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mas, aos 20 e poucos anos, eu percebi que estava insatisfeita e que não gostava do meu trabalho. https://www.evernote.com/shard/s658/sh/025713ae-ffe6-424d-b230-0179e8af67df/e78542688fa8ecb0e82aa46fae5d0fdc resolvi alterar de profissão e optei por Moda.


Fiz, sendo assim, um curso de pós-graduação em varejo (vendas), porém vi que deveria fazer mesmo era uma nova graduação. Aí me apaixonei pelo Design. GE: E como foi essa modificação do Certo pra Moda? Daniela Sabbag: O curso de Design de Moda foi uma enorme experiência de existência. Foi onde eu me achei, fazendo o que eu amo.


Pude me embrenhar inteiramente na indústria da moda. Desde a construção do fio até a construção da peça. Me achei como criadora e desenvolvedora de produto, além de uma fantástica vendedora. Hoje eu até amo de vender, no entanto eu amo montar, pesquisar tecido, fazer as alternativas de cores, estampas, texturas.




Logo, bem mais do que me descobrir uma designer, me apaixonei por todo o procedimento produtivo. GE: E a graduação? O que você mais gostou no curso? http://webdescobrindo0.fitnell.com/14745868/presidente-da-alphabet-revela-o-que-uma-corpora-o-deve-pra-virar-o-pr-ximo-google : Eu adorei do curso do Senai Cetiqt visto que é muito retornado para a indústria. Eu consegui assistir e entender a cadeia produtiva inteira. Desde o começo do curso, o fato de você estar em um extenso paradigma de fábrica faz você dominar todo o período - as plantas piloto de confecção, tecelagem e acabamento reproduzem o lugar produtivo industrial. Eu hoje sou uma profissional que olha para uma peça de roupa e entende todas as fases do produto e bem como do negócio.



Sei como uma costureira faz, como um cortador faz, como um tecido é fabricado e até por causa de um engenheiro pensou sobre isso definida fibra ou processo químico. GE: Como foi a tua experiência profissional até vir a ter uma marca própria? Daniela Sabbag: Minha marca, a Wasabi, nasceu pela universidade, onde eu conheci a minha sócia. http://estilonovidades30.qowap.com/14981243/3-dicas-pra-socorrer-voc-a-escolher-o-template-ideal-pro-teu-site usufruir a minha geração em varejo e trabalhar na especialidade de varejo de moda.


Estagiei em duas corporações antes de elaborar a minha. Fui assistente de modo pela antiga Chocolate e em uma marca ateliê chamada Daniella Martins. GE: O que faz um assistente de estilo? Daniela Sabbag: Numa corporação grande, faz essencialmente busca de imagens e desenho técnico pra fichas técnicas de produtos.


De imediato em uma empresa pequena você faz de tudo, até compra de equipamento. GE: Como é tua a rotina de serviço hoje? Daniela Sabbag: A Wasabi é uma marca carioca com loja no Fashion Mall, em São Conrado, no Rio de Janeiro (RJ). A cada coleção convidamos um artista plástico pra fazer nossas estampas. Há vestidos, saias e alfaiataria contemporâneas, com estampas vibrantes. Lá eu tenho uma rotina bem pesada. A empresa ainda é pequena e em vista disso nos envolvemos em quase todas as frentes. Desse jeito toda a parcela administrativa, financeira e logística da empresa bem como é feita por nós, além do marketing, do comercial e do tipo da empresa.


Acordo de manhã e tenho que responder e atender desde a demanda do “contas a pagar e a receber” da corporação até o postagem do dia nas redes sociais. GE: Que conselho ou dicas daria para que pessoas quer fazer Moda? Daniela Sabbag: Que aproveite para entender muito durante o curso. Faça muita procura, se aprofunde na história da Moda, na história da arte e de estilos, para quando for trabalhar, já ter fabricado muita bagagem.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *